Notícias

Exame de sexagem fetal: o que é e como fazer?

19 março 2020

Palavras-chave: exame; sexagem fetal; gravidez. sexo; bebê; biocenter; coleta

A maioria das gestantes possuem uma curiosidade quase incontrolável para saber o sexto do bebê. E para sorte delas a ciência permite obter essa resposta antes do nascimento.

Estamos falando do exame de Sexagem Fetal, que é um exame seguro, confiável e não invasivo, que pode ser realizado a partir da 8ª semana para descobrir o sexto dos bebês. Caso você não saiba ao certo de quantas semanas é sua gravidez, você pode calcular através da data da sua última menstruação.

Como o sangue da mãe também há a presença de DNA fetal, o exame de Sexagem fetal, faz a a pesquisa da presença do cromossomo Y (presente somente em indivíduos com sexo biológico masculino) no plasma materno. Caso ele seja detectado, é possível concluir que o bebê é um menino. Havendo a ausência do cromossomo Y, conclui-se que é uma menina.

Como é a coleta?

Para analisar o DNA fetal no plasma materno, o primeiro passo é realizar uma punção venosa do sangue periférico da gestante, parecido a qualquer outro exame de sangue comum que estamos acostumadas a fazer. A diferença é que não precisa de nenhum preparo ou jejum.

É necessário algum preparo para o exame?

Para realização do exame não é necessário pedido médico. Ao chegar no Biocenter, você precisará apenas informar a semana de gestação e a data da última menstruação no momento da coleta (informação obrigatória no formulário fornecido pelo laboratório).

E para quem está grávida de gêmeos?

A gravidez de gêmeos não impede que as gestantes realizem a sexagem fetal. No entanto, vale ressaltar que em casos de gestação gemelar bivitelina (onde há formação de duas placentas) o resultado obtido será parcial, ou seja, existe a possibilidade de não se saber o sexo dos dois bebês. Isso porque havendo a presença do cromossomo Y, sabe-se que há a presença de ao menos um feto do sexo masculino, mas não é possível dizer se são os dois ou apenas um. Na ausência do cromossomo Y, sabe-se que os dois bebês são do sexo feminino. Já no caso de gravidez gemelar univitelina (mesma placenta), o resultado é o mesmo sexo para ambos os bebês.

Ficou com alguma dúvida, encaminha para a gente!

Mais notícias

Asma: o que você precisa saber sobre a doença

Asma: o que você precisa saber sobre a doença

Nesta semana, tivemos o Dia Mundial de Combate à Asma – celebrado toda primeira terça-feira de maio. A doença ataca os pulmões e provoca inflamação crônica dos brônquios. Também é conhecida como bronquite alérgica e bronquite asmática. As causas mais comuns estão...

ler mais
Hipertensão: veja dicas de como prevenir a doença

Hipertensão: veja dicas de como prevenir a doença

Na semana do Dia de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial (26/04), é válido tratarmos um pouco mais do assunto. A doença, afinal, é uma das que mais matam no mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Caracteriza-se pelo aumento da pressão arterial....

ler mais
Mantenha a saúde em dia durante todo o ano

Mantenha a saúde em dia durante todo o ano

Saúde é um bem precioso que temos. Por tal razão, mantê-la em dia deve estar no topo de qualquer lista de prioridades. E cuidar de nosso corpo e mente não exige nada complexo. Atitudes simples e mudanças de hábitos rendem uma qualidade de vida melhor, mais saudável e...

ler mais